10/05/2015

Homenagem - dia das mães

 photo 08252348.gif



Hoje é o dia daquelas que nos deram carinho e atenção...
...que nunca nos deixaram de cantar uma canção...
...que nos amaram antes mesmo de nos conhecer...
...que por amor muitas noites de sono tiveram que perder.

Hoje é o dia daquelas que nos ensinaram tudo...
...que por nós moveriam mundos e fundos...
...que nos colocaram no mundo e nem pensaram na dor...
...que nos mostraram o verdadeiro amor.

Hoje é o dia das que infelizmente não são eternas...
...o dia das mais especiais...
...o dia das mais amadas...
...o dia das mais queridas...
...o dia das melhores amigas.


Jéssica Hamann



09/05/2015

Oração para perdoar-se

 photo OgAAABMXs0-56XXVoEyAsRLBhpsKLYn_-Yqr9jza8dEkQbT6VrTUDF4e-7ilDSTOUqviZqm6tPrZmRn0ru8M5MtLiU4Am1T1UJTUyebsrqgN6c8KsWXbZraw3u-u.jpg



Bendito e divino Espírito Santo:


Ouça as minhas palavras e cubra-as de graça. Eu agora o convoco, Espírito Santo, convoco a presença da Sua misericórdia e do Seu amor. Peço que meus guardiões, anjos, guias e todos os espíritos de luz me cerquem. Peço que as palavras que vou dizer agora sejam acolhidas e transformadas em energia que me traga paz e que eu possa usar para servir a Deus e ao mundo.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por não me julgar aceitável.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por não me julgar suficiente.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me um problema para os outros.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me um fardo para os outros.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me uma pessoa má.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por não me julgar digna de amor.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me inútil.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar haver algo de errado comigo.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me errada.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me uma vítima.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me sem valor.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me indesejada.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me sem lugar no meio da minha família e dos meus amigos.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar que sempre necessito provar meu valor.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por julgar-me indigna.
Com a ajuda do Espírito, eu agora me perdoo por não acreditar que sou uma amada filha de Deus.
Pelo poder e graça do perdão, eu neste momento reconheço e declaro que sou uma pessoa sagrada, perfeita e completa.

E assim seja!

Trecho do Livro "Posso Conseguir o que Desejo - Orações para Cada Momento da Vida" - Iyanla Vanzant

Reflexão

 photo Untitled-3.jpg



Então, Almitra disse: 'Fala-nos do amor'
E ele ergueu a fronte e olhou para multidão, e um silêncio caiu sobre todos, 
e com uma voz forte, disse:

'Quando o amor vos chamar, segui-o,
Embora seus caminhos sejam agrestes e escarpados;
E quando ele vos envolver com suas asas, cedei-lhe,
Embora a espada oculta na sua plumagem possa ferir-vos;
E quando ele vos falar, acreditai nele,
Embora sua voz possa despedaçar vossos sonhos como
o vento devasta o jardim.

Pois, da mesma forma que o amor vos coroa, assim
ele vos crucifica. E da mesma forma que contribui para
vosso crescimento, trabalha para vossa poda.
E da mesma forma que alcança vossa altura e acaricia
vossos ramos mais tenros que se embalam ao sol,
Assim também desce até vossas raízes e as sacode no
seu apego à terra.
Como feixes de trigo, ele vos aperta junto ao seu coração.
Ele vos debulha para expor vossa nudez.
Ele vos peneira para libertar-vos das palhas.
Ele vos mói até a extrema brancura.
Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis.
Então, ele vos leva ao fogo sagrado e vos transforma
no pão místico do banquete divino.
Todas essas coisas, o amor operará em vós para que
conheçais os segredos de vossos corações e, com esse
conhecimento, vos convertais no pão místico do banquete divino.

Todavia, se no vosso temor, procurardes somente a
paz do amor e o gozo do amor,
Então seria melhor para vós que cobrísseis vossa nudez
e abandonásseis a eira do amor,
Para entrar num mundo sem estações, onde rireis, mas
não todos os vossos risos, e chorareis, mas não todas as
vossas lágrimas.
O amor nada dá senão de si próprio e nada recebe
senão de si próprio.
O amor não possui, nem se deixa possuir.

Pois o amor basta-se a si mesmo.
Quando um de vós ama, que não diga: 'Deus está no
meu coração', mas que diga antes: 'Eu estou no coração de Deus.'
E não imagineis que possais dirigir o curso do amor
pois o amor, se vos achar dignos, determinará ele próprio
o vosso curso.
O amor não tem outro desejo senão o de atingir
a sua plenitude.
Se, contudo, amardes e precisardes ter desejos, sejam
estes os vossos desejos:
De vos diluirdes no amor e serdes como um riacho
que canta sua melodia para a noite;
De conhecerdes a dor de sentir ternura demasiada;
De ficardes feridos por vossa própria compreensão do amor
E de sangrardes de boa vontade e com alegria;
De acordardes na aurora com o coração alado e agradecerdes por um novo dia de amor;
De descansardes ao meio-dia e meditardes sobre o
êxtase do amor;
De voltardes para casa à noite com gratidão;
E de adormecerdes com uma prece no coração para o
bem-amado, e nos lábios uma canção de bem-aventurança.


Khalil Gibran



08/05/2015

Reflexão

M.Santos photo FONTANARIO.gif



Rir é arriscar-se a parecer louco.
Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.
Estender a mão para o outro é arriscar-se a se envolver.
Expor seus sentimentos é arriscar-se a expor seu eu verdadeiro.
Amar é arriscar-se a não ser amado.
Expor suas idéias e sonhos ao público é arriscar-se a perder.
Viver é arriscar-se a morrer...
Ter esperança é arriscar-se a sofrer decepção.
Tentar é arriscar-se a falhar.

Mas... é preciso correr riscos.
Porque o maior azar da vida é não arriscar nada...

Pessoas que não arriscam, que nada fazem, nada são.
Podem estar evitando o sofrimento e a tristeza.
Mas assim não podem aprender, sentir, crescer, mudar, amar, viver...
Acorrentadas às suas atitudes, são escravas;
Abrem mão de sua liberdade.
Só a pessoa que se arrisca é livre...

"Arriscar-se é perder o pé por algum tempo.
Não se arriscar é perder a vida..."

Soren Kierkegaard




Reflexão

 photo -102-Mira-j95.gif



"Todas as vezes que for sair, encolha o queixo, firme a
cabeça e encha os pulmões o mais possível; cumprimente os
amigos com um sorriso e ponha a alma em cada aperto de mão.
Não receie ser mal compreendido e não gaste um minuto sequer pensando nos inimigos. Procure fixar na mente o que você gostará de fazer; e, então, sem mudar de diretriz, mova-se para o objetivo visado. Pense nas grandes e esplêndidas coisas que gostaria de fazer e, assim, os dias passarão e você se sentirá,
inconscientemente, senhor das oportunidades que lhe são requeridas para a consecução do seu desejo, do mesmo modo que o coral tira da passagem das marés os elementos essenciais para a alimentação. Tenha sempre no pensamento a pessoa capaz, importante e útil que deseja ser e tal pensamento, a cada hora, o transformará neste indivíduo particular. 0 pensamento é supremo. Conserva a correta atitude mental, a atitude da coragem, da franqueza e do bom humor. Pensar acertadamente é criar. Todas as coisas emanam de um desejo e todas as súplicas sinceras são atendidas. Tornamo-nos tal quando nossos corações
estão a isso resolvidos. Mantenha o seu queixo para dentro e a cabeça firme. Nós somos deuses em crisálidas".


Elbert Hubbard




O valor da vida

 photo 6157-j95.gif




O VALOR DA VIDA

(Entrevista concedida por Freud ao jornalista George Viereck em 1926)

Freud sobre a respeito da neoplasia no maxilar: "Detesto o meu maxilar mecânico, porque a luta com o aparelho me consome tanta energia preciosa. Mas prefiro ele a maxilar nenhum. Ainda prefiro a existência à extinção."

"Setenta anos ensinaram-me a aceitar a vida com serena humildade."

(Interrogado sobre o pessimismo)
"Não sou pessimista. Não permito que nenhuma reflexão filosófica estrague a minha fruição das coisas simples. Tive o bastante para comer. Apreciei muitas coisas – a companhia de minha mulher, meus filhos, o pôr-do-sol. Observei as plantas crescerem na primavera. De vez em quando tive uma mão amiga para apertar. Vez ou outra encontrei um ser humano que quase me compreendeu. Que mais posso querer?"

(Sobre o auto-conhecimento)
"Certamente. O psicanalista deve constantemente analisar a si mesmo. Analisando a nós mesmos, ficamos mais capacitados a analisar os outros. Os outros descarregam seus pecados sobre ele. Ele deve praticar sua arte à perfeição para desvencilhar-se do fardo jogado sobre ele."

(Sobre a análise e a compreensão do mundo)
A análise nos ensina não apenas o que podemos suportar, mas também o que podemos evitar. Ela nos diz o que deve ser eliminado. A tolerância com o mal não é de maneira alguma um corolário do conhecimento.

Que objeção pode haver contra os animais? Eu prefiro a companhia dos animais à companhia humana... Porque são tão mais simples. Não sofrem de uma personalidade dividida, da desintegração do ego, que resulta da tentativa do homem de adaptar-se a padrões de civilização() É o resultado do conflito entre nossos instintos e nossa cultura.


Sigmund Freud

07/05/2015

Reflexão

NATUREZA photo gifs08.jpg



"Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente." 


"O amor que ainda não se definiu é como uma melodia do desenho incerto: deixa o coração a um tempo alegre e perturbado e tem o encanto fugidio e misterioso de uma música ao longe."


"Ninguém deve culpar-se pelo que sente, não somos responsáveis pelo que nosso corpo deseja, mas sim, pelo que fizemos com ele."


" O amor está mais perto do ódio do que a gente geralmente supõe . São o verso e o reverso da mesma moeda de paixão. O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença... "


" O destino conduz os que querem ser conduzidos e arrasta os que não querem
Eu tenho andado mais ou menos de arrasto
Nem sempre quero ir para onde o destino me leva." 


"Em geral quando termino um livro encontro-me numa confusão de sentimentos, um misto de alegria, alívio e vaga tristeza. Relendo a obra mais tarde, quase sempre penso ‘Não era bem isto o que queria dizer’.


" A vida começa todos os dias ."


" Buenas e me espalho! Nos pequenos dou de prancha, nos grandes dou de talho!" 


"A gente nunca sabe do que as pessoas são capazes."


Érico Veríssimo